terça-feira, 18 de junho de 2013

Treinando nas paredes!



Sábado, dia 15 de junho, fizemos nosso último treino para a prova – Desafio dos Canaviais.

Valeu, nem tanto pela distância, mas sim, pela altimetria. Fazer a trilha de Joaquim Egídio – Morungaba, é um subir e descer "paredes".

Dst - 26,78 km/h
Av - 11,7 km/h
Mx 55 km/h
Tm 2h16min


Ficamos tristes em saber como está perigoso andar de bike em Joaquim, Sousas e até mesmo na Logoa do Taquaral! Muitos roubos e nenhum policiamento, por isso, o conselho é não pedalar sozinho, e sim, em duas ou quatro pessoas, no mínimo!
[leia sobre, no Correio Popular]

Já que a nossa polícia não está no lugar certo, nem na hora certa, previna-se - PSi neles - porque os bandidos nos abordam desarmados, só na porrada! Tolerância zero!

bom, aqui o lance é bike, natureza, hobby, curtição, passeio, cuca fresca! Afinal, trabalhamos para quê?! Voltando...

Marcamos de sair cedo, 8h
local – Feijão com Tranqueira (mais do que indicado - comida deliciosa)

Subir até o Observatório de Capricórnio é sempre um desafio, a subida é íngreme, curta e forte! Quando chegamos no topo e constatamos que foram só 5 km, OMG... é de matar, nada confortável! Mas esse é o grande lance de fazer trilha de Mountain Bike!
Depois de conquistar o Observatório, o trajeto até a cidade de Morungaba é mais tranquilo, dá pra desenvolver bem o pedal, puxar nas retas e aproveitar as pequenas inclinações.
A descida, da que eu chamo "Serra" até Morungaba, é fácil, mas perigosa, precisa-se de atenção nas curvas e também porque o tráfego é significativo, principalmente de carros e fuscas (entendeu?)

Chegando na cidade, a parada obrigatória é na casa de Doces David
tá vendo como é bom saber o quanto você está gastando de calorias... aproveite!

A volta
Acreditem, tem gente que sofre antecipado pela volta, creio que nem consegue curtir o pedal, sério!
bom, tem aquela teoria, se curtimos uma descida, voltando pelo mesmo caminho, teremos que curtir uma subida! pois então, subimos e subimos e... oh, deu até calor, e olha q estava sol, mas o clima era bem frio, bom pra usar pernito e bracito hehe




Preferimos voltar pela Fazenda Bomfim (é como está escrito no muro da fazenda, não tenho culpa do erro de português)


Se tiver a oportunidade de fazer esse pedal, volte por esse caminho, esqueça a volta pelo Observatório. A descida até a Fazenda é TOP! Animal, vale toda a subida percorrida até alí.


... mais um pedal abençoado, nenhum pneu furado ou corrente quebrada!
amo joaquim, hoje e sempre, é o meu lugar preferido para pedalar.
até a próxima e, aproveitando o momento – LINDO – em que o Povo Brasileiro acordou...
vamos às ruas, com bike ou não, saiamos às ruas
Deus nos abençoe

3 comentários:

  1. Sem duvida é uma das trilhas preferida, valeu

    ResponderExcluir
  2. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. António, obrigada pela mensagem.
      nos acompanhe sempre, agora, vamos para a próxima viagem - Caminho do Sol.
      abraços

      Excluir