quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

E quando ocorrer um acidente?


Mas afinal o que é um acidente? Dentre muitas definições, segue algumas:
substantivo masculino
1. Casualidade não essencial.
2. Sucesso imprevisto.
3. Indisposição repentina que priva de sentido ou de movimento.
4. Irregularidade do terreno,  quebra, ondulação, fragosidade.


Quero relatar um acidente que sofri no último sábado, 6/2/16, quando pedalava junto com minha amada esposa Rosana Coutinho, em um treino de resistência nas trilhas de Joaquim Egidio e redondezas.
Por várias vezes fizemos o K2, para quem não conhece a região, é a trilha de mountain bike mais dura por aqui, uma longa subida, ou algumas longas subidas a partir das antenas desativadas da Embratel - Morungaba, indo até o bairro Areia Branca em Amparo, 9 km de subidas.
Neste dia, fizemos esta trilha ao contrário, ou seja, descemos o K2, não pense ser fácil, para descer o K2 você tem que chegar lá no topo e, fizemos isso partindo da Curumim, Vicentão, Usina Jaguari, Areia Branca, finalmente descendo o K2. Sensacional, mas todo cuidado é pouco, e fizemos na maior segurança, curtimos muito, recomendo!

Próximo do final do trecho de terra, já passado Antenas da Embratel, Fazenda Palmeira, Bonfim, uns 800 metros antes do asfalto, eu sofri uma das piores quedas da minha vida. Não sei como e creio que nunca vou saber, a Rosana vinha logo atrás e me disse que viu a roda da frente virar totalmente para esquerda, não sei se um buraco (aqueles facões), ou uma pedra (havia muita pedra solta), mas ela disse que minha mão direita estava fora do guidão, não lembro, nunca pegamos água em uma descida, mas enfim, foi um acidente.

Bati a cabeça em uma pedra, veja foto do capacete e dos óculos, a lateral direita do meu corpo ficou bem ralada, ombro, perna, braço.
Só me lembro de estar sentado soltando o pé do pedal, e mais nada.

... o que a Rosana me disse... você ficou sentado, pediu para tirar a bike do caminho, passou um caminhão, um carro e dois ciclistas, que pararam, te deram água, isotônico, pediram desculpas pela água estar quente, você pedalou os últimos 15 km chorando, parou no acostamento, chegamos e você ainda prendou as bikes no carro… nada disso existe registrado pra mim... ela ainda fez algumas perguntas que não lembro como respondi, mas uma delas me deixou irado, ela perguntou: que time você torce, eu demorei um pouco e ela ficou falando, palmeiras, palmeiras, daí, segundo relato eu respondi: Juventus, melhor né?



Almoçamos em Sousas e depois fomos ao Hospital Galileu (Valinhos) onde soubemos que estava tudo bem, graças a Deus, sofri uma concussão, mas ficou tudo bem.

Não sabemos quando o acidente irá acontecer certo, mas podemos nos preparar, sendo prudentes e usando equipamentos de segurança de ALTA QUALIDADE, nem digo qualidade, tem que ser ALTA.
Usamos capacetes marca GIRO, custo médio R$ 400,00, um alto investimento, tem capacetes de R$ 60,00, não estou dizendo que os caros são os melhores, pois tem capacetes de R$ 1.100,00, o que quero chamar a atenção é para verificar se sua escolha para equipamento de segurança deve passar por alguns critérios:
Tem selo de segurança ABNT? É um equipamento testado e aprovado? Qual a recomendação do fabricante? É recomendado para trilhas?

Esses cuidados podem fazer toda diferença na hora do imprevisto, Deus estava ali comigo, me protegendo do pior, mas nem por isso posso ser negligente.
... e pensar que encontramos vários jovens descendo a milhão sem capacete...

É isso ai, pedalar sempre, com segurança e equipamento confiável.
#casaldamagrela
#pedalésaúde
#moutainbike
#caminosantiago
#btt